PUB


Dupla feirense Preparações Badinho vence Trial 4x4 em Mação

9-5-2016, Sta. Maria da Feira     2130


Com a maior assistência dos 3 anos e com a maior lista de inscritos de sempre numa prova do CNTrial 4x4, por um fim de semana, Mação foi, além de Catedral do Presunto, capital do trial 4x4 português. A equipa feirense Preparações Badinho 4x4 foi a vencedora da categoria Extreme.

Carlos Rodrigues (yourcar.pt/jlsportas.com/XS5) foi o grande vencedor desta segunda etapa do Campeonato Nacional de Trial 4x4. O piloto de Loures foi, de todos os 37 participantes, quem conseguiu dar mais voltas à pista, 21 no total. 
Desde 2013, em Leomil, que Pedro Costa (Preparações Badinho 4x4) não subia ao lugar mais alto do pódio. Depois de tanto lutar, Pedro Costa voltou às vitória em Mação. Foi o grande vencedor da Classe Extreme com 18 no  voltas em 2h50:49.226. 
António Silva (Canelas Pneus ) - bicampeão da classe Promoção - corre este ano na classe Extreme e em Mação subiu ao pódio. Terminou a resistência na segunda posição depois de correr metade da resistência com uma junta e um semi-eixo partidos. 
O pódio fica completo com Nélson Leitão (Imoc Team). No final o piloto não escondia a felicidade por, pela primeira vez, ter terminado uma prova sem qualquer avaria mecânica. Teve pequenos problemas com o guincho, mas nada que obrigasse a parar.
Depois de um quarto lugar em Valongo, com esta vitória em Mação Pedro Costa é primeiro na geral da classe Extreme. 
Na categoria Proto a lista de inscritos foi ainda mais extensa do que em Valongo e por isso a competitividade também aumentou. Rui Querido (Tibus off road/Ladricolor Team) foi, depois de 3 horas de resistência, o grande vencedor da classe. O piloto ainda teve alguns problemas com o plasma e perdeu algum tempo num obstáculo de lama, mas venceu com 2 voltas de vantagem para o segundo classificado.
Bruno Fernandes (Team JMF) esteve sempre na luta pela vitória, mas a meio da prova partiu um cubo à frente e foi obrigado a parar. Perdeu 10 minutos e a liderança da classe. Ainda regressou a pista, mas perto do fim voltou a partir do lado direito... optou por não parar e foi obrigado a gerir o andamento.
Rui Rocha (Team Rj4x4) teve problemas com as correias da direcção, mas correu sempre a bom ritmo. Os irmãos de Arouca, tal como em Valongo, estiveram sempre na luta. Terminaram na terceira posição, com as mesmas voltas do segundo classificado, mas mais 6 minutos e 12 segundos.
Depois de duas provas Bruno Fernandes (Team JMF) é o líder da classe Proto.


zibiz.net