Covid-19
CHEDV adia actividade clínica não urgente

16-3-2020, Sta. Maria da Feira     242
Foto Artigo

Dando cumprimento ao que estava previsto no Plano de Contingência aprovado para lidar com a pandemia COVID-19, o CHEDV tem vido a implementar várias medidas de prevenção, sempre com o objetivo de garantir a segurança dos utentes, acompanhantes, profissionais de saúde e de toda a comunidade.

As medidas vão desde a aplicação de uma política restritiva no acesso às instalações do CHEDV, até ao adiamento de toda a atividade clínica não urgente, nomeadamente cirurgias, meios complementares de diagnóstico e terapêutica, consultas externas e sessões de hospital de dia.

Em conformidade com as recomendações superiormente emanadas, todos os atos que são urgentes, graves ou críticos estão a ser garantidos. Estão ainda a ser privilegiadas as consultas não presenciais (consulta através de contacto telefónico), sempre que tal for clinicamente adequado. No que respeita às cirurgias adiadas, temos contactado directamente os utentes informando-os.

Relativamente à restante atividade assistencial não urgente, dado o nº de recursos existentes, não está a ser possível avisar pessoalmente todos os utentes no sentido de não se dirigirem ao hospital. 



zibiz.net