Prémio literário Ferreira de Castro
Marcus Quiroga e Irene Marques distinguidos em Oliveira de Azeméis

24-2-2020, Oliveira de Azeméis     647
Foto Artigo

A primeira edição do Prémio Literário Ferreira de Castro distinguiu o lusodescendente Marcus Quiroga e a emigrante Irene Marques. Os prémios foram entregues em Oliveira de Azeméis, município de onde é natural o escritor que dá nome ao galardão instituído pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda, em parceria com o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

A cerimónia, à qual se associou a secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes, decorreu na biblioteca municipal Ferreira de Castro e serviu para recordar o nome do escritor oliveirense, um dos autores portugueses mais traduzido, e realçar a lusofonia portuguesa.
O Prémio Literário distinguiu a obra “Não Viajarei por Nenhuma Espanha”, um conjunto de poemas de Marcus Quiroga, um lusodescendente com 25 livros publicados no Brasil, e “Uma Casa no Mundo”, de Irene Marques, uma emigrante com quatro livros publicados no Canadá.
Os vencedores receberam um prémio individual de 5.000 euros e terão, agora, direito a ver as suas obras editadas pela Casa da Moeda com tiragem prevista para o mês de setembro.
Concorreram a esta primeira edição do Prémio Literário Ferreira de Castro cerca de 70 obras inéditas, de autores lusófonos de Portugal, Irlanda, Suíça, Brasil, Bélgica, Espanha, Luxemburgo, Reino Unido, Alemanha, França, Austrália, Moçambique, Argentina, Canadá, Estados Unidos da América.


zibiz.net