PROMOÇÃO


Combate à violência doméstica integra o novo Plano para a Igualdade

23-3-2017, Oliveira de Azeméis     256
Foto Artigo

A Câmara de Oliveira de Azeméis vai assinar a 21 de Abril o protocolo que permitirá operacionalizar o Plano Municipal de Prevenção e Combate à Violência Doméstica e de Género. A assinatura do documento terá a presença da secretária de Estado para Cidadania e Igualdade, Catarina Marcelino.
Integrarão a nova estrutura, entre outras entidades, a autarquia, a GNR, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, a Segurança Social, unidades de saúde, o DIAP de Santa Maria da Feira, a Rede Social, a Santa Casa da Misericórdia, a Rede Local de Intervenção Social e a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.
Segundo a Vereadora da autarquia, Gracinda Leal, o protocolo permitirá que a autarquia e os parceiros passem a trabalhar em rede potenciando recursos e colocando em prática um documento estruturado à volta da prevenção da violência e da protecção e integração social das vítimas.
O anúncio foi feito na apresentação do II Plano Municipal para a Igualdade, Cidadania e Responsabilidade Social que vigorará até 2019.
A nível interno, o Plano contempla 33 medidas e no plano externo são 62 as medidas previstas, incidindo as acções em áreas tão diversas como o urbanismo, habitação, ambiente, educação, saúde, acção social, cultura, desporto, juventude, mobilidade, segurança, comunicação e cidadania.
No plano interno o trabalho incidirá na sensibilização do “bem-estar e motivação profissional dos trabalhadores como factor catalisador de melhoria na produtividade na qualidade do serviço público através da valorização da imagem dos serviços tornando-os exemplares no âmbito da igualdade e responsabilidade social”.
Na vertente externa a ideia é reforçar a intervenção do município em vários domínios numa perspectiva de alargar o âmbito do Plano à sociedade.
A formação nas áreas da violência, assédio sexual, liderança, motivação, gestão de conflitos, relações interpessoais, atendimento ao público, saúde, segurança e higiene no trabalho assim como a implementação do Código de Conduta e a monitorização anual do índice municipal para a Igualdade de Género no concelho são algumas das medidas a concretizar até 2019 no seio da autarquia.
Outras acções apontam para a inclusão da temática nos conteúdos das provas e dos procedimentos concursais, a melhoria dos espaços municipais de trabalho e uma atenção especial ao Gabinete da Igualdade, já dotado com recursos humanos.
Na relação com a comunidade destaca-se a implementação do Plano Municipal de Prevenção e Combate à Violência Doméstica e de Género, medidas de promoção e apoio à família e a promoção de planos de igualdade nas organizações.


zibiz.net