PROMOÇÃO


Icnofósseis de cabanas longas mais perto dos visitantes

7-12-2015, Arouca     1199
Foto Artigo

A 5 de Dezembro de 2005 foi lançada a ideia da criação de um geoparque em Arouca, 10 anos mais tarde e após todo o trabalho desenvolvido ao serviço do Arouca Geopark, foi agora inaugurada a estrutura de valorização dos Icnofósseis de Cabanas Longas, um dos 41 geossítios deste território, com relevância internacional.

Situado no Vale do Paiva, este fenómeno geológico, de elevado interesse didáctico e turístico, corresponde a pistas de locomoção e alimentação deixadas pelas trilobites, há cerca de 480 milhões de anos, que se encontram junto à aldeia da Paradinha, uma das aldeias mais bem preservadas do Arouca Geopark e classificada como Aldeia de Portugal.

 

Também conhecidos por «Cruziana», estes icnofósseis que agora integram a Rota dos Geossítios do Arouca Geopark, mais precisamente o itinerário «Paiva: o rio surpreendente», foi intervencionado com o objectivo de proporcionar ao visitante melhores condições de observação e interpretação, que conta com uma escadaria de acesso à plataforma de visualização e painéis interpretativos.

 

Margarida Belém, Presidente da Direção da AGA – Associação Geoparque Arouca, reforça com esta inauguração "o esforço contínuo na infraestruturação do Arouca Geopark e na organização da sua oferta turística, sendo esta mais um excelente atracão turística que podemos encontrar no vale do Paiva".

 

Durante este evento, que contou com a presença de Elizabeth Silva, Coordenadora do Fórum Português de Geoparques e de Artur Sá, Coordenador Científico do Arouca Geopark foi, também, celebrado o reconhecimento de todos os geoparques, inclusive do Arouca Geopark, como programa oficial da UNESCO, em prol da Educação, Ciência e Cultura.

 

Segundo Artur Neves, Presidente da Câmara Municipal de Arouca, "o Arouca Geopark é hoje uma realidade cada vez mais fortalecida, intergeracional que continuará a estruturar a sua oferta turística e educativa em prol do desenvolvimento sustentado deste território".

 

Esta valorização está integrada no projecto «Gestão Activa do Geoparque Arouca» e foi comparticipada, a 70%, pelo ON2 – Programa Operacional Regional do Norte, no âmbito do PROVERE, integrado na Estratégia de Eficiência Colectiva «EEC Montemuro, Arada e Gralheira» da ADRIMAG, e a 30% pelo Município de Arouca.



zibiz.net